domingo, 7 de abril de 2013

Reportagem especial: Obstáculos nas calçadas se multiplicam sem nenhum padrão estético, e oferecem risco para a população

Outro grave problema que estamos enfrentando na cidade, são os obstáculos colocados pelos moradores sobre as calçadas para evitar que carros e caminhões estacionem. Como não há fiscalização suficiente, e na maior parte dos bairros este tipo de prática acontece impunemente, é possível  compreender o desespero de pessoas que tem suas calçadas diariamente invadidas por carros e caminhões que chegam a pernoitar no local e acabam destruindo as calçadas. 

Chegam ao cúmulo de estacionar pegando parte da entrada de garagem dos moradores do local. A questão a ser analisada é: 

1) Não é necessário ter uma autorização para se colocar qualquer tipo de obstáculo fixo sobre as calçadas? 

2) Se esses obstáculos foram autorizados  não seria de bom alvitre que obedecessem a um padrão? 
3) É permitido colocar obstáculos para evitar estacionamento nas calçadas, sem levar em consideração o risco para pedestres e principalmente o risco eminente para deficientes visuais? Onde esta o piso tátil que serve de aviso para os cegos?

Penso que precisamos analisar com urgência essa questão que, sob todos os pontos de vista - estética, funcionalidade, risco para pedestres e deficientes visuais - esta deixando a desejar. Se queremos um dia chamar Teresópolis de cidade turística, não podemos perder o controle sobre fatos tão simples como esse que estão inclusive previstos em lei. 


A Prefeitura já começou o combate as agencias à céu aberto que infestavam os estacionamentos. Pode passar, agora, a situação precária das nossas calçadas e dos obstáculos perigosos e anti-estéticos, que estão aos poucos se multiplicando sem qualquer planejamento. 

                                       Clique nas fotos para aumentar