sábado, 22 de outubro de 2011

Começam os deslizamentos em Teresópolis. Situação é alarmante.


No último sábado (15) foi abaixo parte da estrada Adelino Dias, que liga os bairros de Cruzeiro e Santa Rita, em Teresópolis. A estrada, que havia desmoronado com as chuvas de janeiro, tinha sido precariamente restaurada na época, ficando muito abaixo do nível original e próxima ao leito do rio. Com o retorno do período das chuvas, um trecho da estrada cedeu, dando passagem somente para motocicletas.
Vejam o estado da estrada Adelino Silva, que liga Cruzeiro a Santa Rita.

Como continua chovendo ininterruptamente na região, ficou difícil o trânsito de veículos. Alguns moradores do bairro Cruzeiro já evacuaram suas casas devido ao risco iminente de desabamento. Também no bairro Santa Rita a situação é precária devido ao estado das ruas, em alguns trechos cobertas de lama, que dificultam a passagem dos veículos. Se a chuva persistir por mais alguns dias, Santa Rita pode ficar isolada, sem acesso a Cruzeiro. A situação é bastante grave, mas a população ainda não recebeu auxílio por parte das autoridades locais.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Procurador da República afirma que irregularidades no Esporte estão por toda a parte


Procurador-geral da República,
Roberto Gurgel

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou, ao comentar as denúncias que envolvem o Ministério do Esporte, que "aparentemente as irregularidades têm caráter nacional".
Ao final da inauguração da nova sede Procuradoria da República em São Paulo, nesta sexta-feira, o procurador-geral disse que pediu hoje a abertura de inquérrito no STF (Supremo Tribunal Federal) sobre o caso por "entender que há indício, sim, de crime".

"Solicitamos algumas diligências iniciais, por enquanto não são invasivas, como a quebra de sigilos, mas a reunião de uma série de documentos que se encontram no Tribunal de Contas e na Controladoria-Geral da União, no sentido de formar um quadro da situação das irregularidades e das autoridades envolvidas", afirmou.
Segundo Gurgel, "o programa desenvolvido pelo Ministério do Esporte teria graves irregularidades não apenas no Distrito Federal ou em determinado Estado, mas praticamente em todo o país", disse o chefe do Ministério Público Federal.
"Mas estamos no momento inicial da investigação e não temos ainda elementos para afirmar com certeza a responsabilidade seja do ministro Orlando Silva seja do governador [do Distrito Federal] Agnelo Queiroz [antecessor de Silva no ministério]", disse Gurgel.

CPI do ECAD quebra sigilo fiscal da Entidade de diretores que dificultam investigações


A comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investiga as atividades do Escritório Central de Arrecadação de Direitos (Ecad) aprovou hoje (18) a quebra do sigilo fiscal da entidade e de três diretores. Para o presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), a quebra do sigilo foi necessária para que os membros da comissão tivessem acesso a informações que não vinham sendo fornecidas pelos dirigentes do Ecad.
“A informação sobre os salários, uma informação elementar, não custava ter sido prestada para a CPI. Alguns relatórios que nós solicitamos também não foram entregues à comissão. Então não nos restou alternativas a não ser utilizar dos meios que a CPI dispõe para chegar à verdade dos fatos”, disse Randolfe.
O Ecad nega que esteja dificultando o acesso da CPI a qualquer informação. O diretor de Relações Institucionais da entidade, Márcio Duval, acompanhou a reunião e garantiu que os diretores do Ecad têm se esforçado para atender a todas as solicitações dos senadores. “Desde o início está sendo solicitada uma série de documentos e essa documentação está sendo compilada. Isso leva tempo, foi solicitada documentação de dez anos”, alegou.
O valor dos rendimentos dos dirigentes do Ecad foi um dos principais motivos para a quebra do sigilo. Perguntado em diversas reuniões sobre o valor de seus rendimentos, nenhum dos representantes do escritório de arrecadação quis informar. Segundo Duval, eles não quiseram se expor em uma audiência pública e não receberam nenhum pedido formal por escrito a fim de prestar essa informação em particular para a CPI.

Brasil conquista o ouro nos 4x100 m medley

A equipe brasileira conquistou a medalha de ouro no revezamento 4x100 m medley. Na noite desta sexta-feira, o time formado por Guilherme Guido, Felipe França, Gabriel Mangabeira e Cesar Cielo dominou a prova e subiu no lugar mais alto do pódio com tranquilidade com o tempo de 3min34s58.

Quatro a cada dez empresas fecham após os dois primeiros anos. Saiba porque.


Quatro em cada dez empresas fecham após os dois primeiros anos. Os dados são do Instituto Brasileiro de Economia e Estatística (IBGE) no estudo Demografia das Empresas. Outra constatação do estudo refere-se à relação direta entre o tempo de sobrevivência e o porte da empresa. Das empresas que fecharam as portas, 99,3% tinham até nove funcionários.


Há, de acordo com o estudo, uma predominância de empresas que não possuem funcionários. Em 2009, 80% dos empreendimentos que entraram no mercado não tinham empregados e 88,5% das empresas que fecharam tinham essa característica.

Confira abaixo entrevista com a professora Letícia Medeiros, do Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais, sobre o assunto:

1 - Quais os principais motivos que levam 40% das empresas a fecharem nos dois primeiros anos?
São vários os motivos que determinam a alta taxa de mortalidade das empresas, principalmente nos primeiros anos. Dentre eles estão: a dificuldade inicial de acesso ao crédito, o despreparo dos empreendedores e a alta carga tributária do país. Normalmente, as empresas principiantes não têm acesso facilitado ao crédito, o que é relativamente mais fácil para empresas com vários anos de mercado e bom histórico de adimplemento. Além disso, para que o negócio obtenha sucesso é necessário que os empreendedores possuam conhecimento do negócio, do mercado e da gestão (incluindo questões contábeis, gerenciais, tributárias). Isso demanda um amplo estudo e planejamento antes da execução do negócio. Na maioria das vezes, isso não ocorre. Outro fator relevante é que se tenha o conhecimento exato quanto à carga tributária a que a empresa se sujeitará, pois isso influenciará diretamente no custo e, consequentemente, no preço do produto, elemento determinante para a sua manutenção no mercado.

2 - Quase 100% das companhias que saíram do mercado em 2009 tinham até nove funcionários. Por que o problema afeta predominantemente empresas de menor porte?
Todos os fatores que caracterizam a alta taxa de mortalidade das organizações se agravam quando estamos falando de micro e pequenas empresas. São vários os motivos. Um dos principais é a falta de domínio sobre quem são os fornecedores, a localização para instalação dos negócios, noções de contabilidade, a estrutura de custos de seus produtos ou serviços, a carga tributária incidente e como calcular o preço de venda. Esses dados determinam o sucesso do ingresso do produto/serviço no mercado e, logo, a subsistência do empreendimento. Segundo pesquisa divulgada pelo Sebrae-SP em agosto de 2010, aproximadamente 45% das empresas não pesquisaram adequadamente os hábitos de consumo de seus possíveis clientes. A isso se alia o acirramento da concorrência, sobretudo quando a empresa rivaliza com grandes conglomerados e precisa atender a exigências legais, tais como prestação de informações ao fisco e outros órgãos regulamentadores, etc.

Um problema característico das empresas de pequeno porte é a informalidade. O fato de a empresa não registrar a totalidade das suas operações determina que as informações contábeis geradas não reflitam a realidade do negócio, perdendo-se um valioso instrumento para a tomada de decisão.

Outro detalhe que impacta as micro e pequenas empresas é a indistinção do patrimônio pessoal dos empreendedores e da pessoa jurídica. É requisito para o sucesso do empreendimento um controle eficiente, o que não é viável quando os patrimônios se confundem.

3 - Quais as alternativas que podem ser buscadas por empreendedores para gerir com eficiência a empresa e evitar transtornos futuros?
A pesquisa aprofundada sobre o cenário em que o empreendimento se inserirá é fundamental. O conhecimento do mercado, dos fornecedores, dos concorrentes, da necessidade de tecnologia, de capital, de pessoal qualificado e da estrutura física. A partir dessas informações é importante contemplar um planejamento que leve em conta todas essas questões e que se projete para períodos de longo, médio e curto prazo. O proprietário/empreendedor deve estar atento às oportunidades de formação na área de gestão, negócios, contabilidade, custos, fluxo de caixa e alternativas de investimento. Deve, aliás, assessorar-se de profissionais em todas estas áreas. Atualmente, existem inúmeros softwares, inclusive gratuitos, que são voltados para a gestão e o controle de pequenos e médios negócios e que podem auxiliar bastante no comando do empreendimento.

4 - Que benefícios o pequeno empresário pode esperar com a criação da Secretaria da Micro e Pequena Empresa anunciada pela presidente Dilma Rousseff?
As micro e pequenas empresas possuem diversas peculiaridades. Vê-se com bons olhos a criação de uma secretaria para tratar especificamente desse assunto. O Projeto de Lei nº 865/2011 propõe uma alteração na Lei nº 10.683/2003, que dispõe sobre a organização da Presidência da República e dos Ministérios, criando a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. A intenção dessa Secretaria é formular políticas e diretrizes de apoio à microempresa, à empresa de pequeno porte e ao segmento do artesanato. A Secretaria também tratará de temas como o cooperativismo e associativismo urbanos, a promoção do desenvolvimento de arranjos produtivos locais, programas de qualificação e extensão empresarial e iniciativas para o aumento da participação das microempresas nas exportações brasileiras e sua internacionalização. E pode-se dizer que esse é um dos aspectos mais importantes. Considerando o mercado totalmente globalizado em que nos inserimos atualmente, é factível e recomendável a participação das micro e pequenas empresas no comércio internacional. Para que isso se efetive, é preciso que haja forte ação do Estado, eliminando entraves burocráticos dessas operações e promovendo a profissionalização e o treinamento de pessoal. Estes dois tópicos, aliás, são fragilidades comuns às pequenas empresas.

Semana Municipal de Educação para o Trânsito começa na segunda. Veja a programação.

Será realizada nesta segunda-feira, 24 de outubro, às 9h, no Ginásio Pedrão (Rua Tenente Luiz Meirelles, 211 – Várzea), a cerimônia de abertura da Semana Municipal de Educação para o Trânsito, que este ano tem como tema “Humanizando para um trânsito sem mortes”.
Realização da Prefeitura de Teresópolis, o evento tem coordenação da Secretaria Municipal de Segurança Pública.

Palestras, simulação de acidente de trânsito, carreata com órgãos de segurança no trânsito, show dog, apresentação de batedores, teatro e estandes dos participantes do evento fazem parte da programação, que conta com a colaboração das secretarias municipais de Educação, de Esportes e Lazer e de Cultura. As atividades serão realizadas no Ginásio Pedrão, na Praça Olímpica, no Teatro Municipal, no Unifeso (Centro Universitário Serra dos Órgãos) e também em Bonsucesso, interior do município.

O objetivo da Semana de Educação para o Trânsito é conscientizar e sensibilizar pedestres e condutores sobre direção segura e comportamento adequado de pedestres e condutores de veículos, a fim de diminuir o número de acidentes de trânsito, que causam lesões e mortes. O público-alvo do evento, que este ano tem como tema “Humanizando para um trânsito sem mortes”, é formado por alunos e professores das escolas públicas e privadas, além de responsáveis pelos estudantes, motociclistas, taxistas, motoristas de ônibus, líderes comunitários, ou seja, a população em geral.


PROGRAMAÇÃO 

Dia 24 de outubro, Segunda 
Local: Ginásio Pedrão (R. Tenente Luiz Meirelles, 211, Várzea)
9h – Abertura Oficial
9h40 – Palestra com o tema Lei Seca (Operação Lei Seca)
10h – Fantoches (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
10h30 – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiro Militar)
10h40 – Carreata Pela Vida (viaturas dos órgãos de segurança no trânsito, trio elétrico, motociclistas e trenzinho
12h às 13h30 – Intervalo para almoço
13h30 – Show Dog (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
15h10 – Palestra (Polícia Rodoviária Federal)
16h10 – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiro Militar)
16h40 – Apresentação de Batedores (1º Batalhão de Polícia do Exército)
17h30 – Panfletagem (Polícia Militar e Guarda Municipal)

Dia 25 de outubro, Terça 
Local: Ginásio Pedrão (R. Tenente Luiz Meirelles, 211, Várzea)
8h30 – Palestra sobre Legislação de Trânsito ou Crimes de Trânsito (Polícia Militar)
9h20 – Teatro (Sesc Rio)
10h – Fantoches (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
10h20 – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiro Militar)
11h – Palestra sobre Primeiros Socorros (Corpo de Bombeiros)
12h às 13h30 – Intervalo para almoço
13h30 – Show Dog (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
15h10 – Palestra sobre Segurança no Trânsito (Projeto Salva Vidas no Trânsito)
16h10 – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiro Militar)
16h40 – Apresentação Motocicletas: Delírio Vertical (acidente de trânsito)
17h30 – Panfletagem (Polícia Militar e Guarda Municipal)

Dia 26 de outubro, Quarta 
Local: Ginásio Pedrão (R. Tenente Luiz Meirelles, 211, Várzea)
8h30 – Palestra sobre Local de Crime de Trânsito (Polícia Civil)
9h20 – Teatro (Sesc Rio)
10h – Fantoches (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
10h20 – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiro Militar)
11h – Palestra sobre Trânsito Seguro (DETRAN RJ)
12h às 13h30 – Intervalo para almoço
13h30 – Teatro (Sesc Rio)
15h10 – Palestra sobre Prevenção de Acidentes (Concessionária Rio-Teresópolis)
16h10 – Simulação de Acidente de Trânsito (Concessionária Rio-Teresópolis)
16h40 – Apresentação de Batedores (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
17h30 – Panfletagem (Polícia Militar e Guarda Municipal)

Dia 27 de outubro, Quinta 
Local: Teatro Municipal, na Prefeitura (Av. Feliciano Sodré, 675/2º andar, Várzea)
8h30 – Palestra destinada a motociclistas, taxistas e motoristas de ônibus
Local: Bonsucesso – 3º Distrito
15h – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiro Militar)
16h – Show Dog (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
16h40 – Apresentação de Batedores (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)

Dia 28 de outubro, Sexta 
Local: Auditório do Unifeso (Av. Alberto Torres, 111, Alto)
19h – Mesa redonda sobre Violência no Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Detran, Operação Lei Seca e Conselho Comunitário de Segurança)

Dia 29 de outubro, Sábado
Local: Praça Olímpica Luís de Camões - Centro
9h30 – Show Dog (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
11h – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal do Rio de Janeiro)
14h – Grupo de Dança
15h às 18h – Panfletagem (Polícia Militar, Guarda Municipal, Operação Lei Seca)
16h – Simulação de Acidente de Trânsito (Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiro Militar)
17h – Apresentação de motociclistas: Delírio Vertical (acidente de trânsito)
Obs.: Durante a programação haverá conscientização de trânsito, pula-pula, cama elástica, estandes de alimentação e de patrocinadores do evento.


Intensificado o ritmo de trabalho dos preparativos para a Feira do Produtor Rural


Sob o comando do Secretário Municipal de Agricultura, José Mariano da Cunha Ferreira, a Equipe Organizadora da 28ª Feport (Feira do Produtor Rural de Teresópolis) vem intensificando o ritmo de trabalho e ultimando os preparativos do evento, confirmado para acontecer de 3 a 6 de novembro, no Parque de Exposições (Estrada Teresópolis-Friburgo, km 7,5 – Albuquerque).




Nomeada pelo Decreto nº 4.120, publicado no Diário Oficial de 15 de outubro, a Equipe Organizadora tem como atribuições promover, deliberar e tomar as providências necessárias para a realização da Feport, com a responsabilidade de realizar a devida prestação de contas, no prazo de sessenta dias após o evento.  



A Equipe Organizadora tem a seguinte composição: Presidente – José Mariano da Cunha Ferreira (Secretário de Agricultura); Vice-Presidente – José Darcy Dias; Secretário – Antonio Carlos Moura de Oliveira; Tesoureiro – Geraldo Jorge de Azevedo Carvalho. Equipe de Agricultura: Ademar Ferreira Veiga, Kleber Cozzolino, Marcelo Leôncio Vieira, Erci Gonçalves Pinheiro, Nadim Kantara, Alberto Calixto. Equipe de pecuária: Dilço Teixeira de Oliveira, Marcos Andre Siqueira Cruz, Mauricio Carvalho Santiago; Conselho Fiscal: Carlos Cunha Tucunduva, Eduardo Chaves Breder, Henrique Carregal.


Feport

Shows, concurso de marcha, rodeio com touros, exposição de cavalos pampa, parque de diversões e exposição de produtos agrícolas compõem a programação da Feport. A entrada é um quilo de alimento não perecível.


A festa deste ano trará para Teresópolis artistas renomados da música gospel, sertaneja e do pagode. Kleber Lucas (gospel) se apresenta na primeira noite do evento, 3 de novembro. A dupla sertaneja Theodoro & Sampaio é a atração principal da sexta-feira, dia 4. No sábado, 5, o grande destaque é o Grupo Revelação. E, fechando o evento, Sérgio Reis e Renato Teixeira cantam para o público no domingo, 6. Os shows de todas as noites serão abertos por artistas teresopolitanos.


Campanha de vacinação contra febre aftosa vai de 3 a 30 de novembro


Produtores rurais devem vacinar seu gado bovino contra febre aftosa no período de 3 a 30 de novembro. Quem possui até 50 cabeças tem atendimento gratuito da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Agricultura, que fornece a vacina e disponibiliza técnicos para a aplicação, sem custos. O atendimento pode ser agendado de segunda a sexta, das 8h às 17h, pelo telefone 2644-6905.


Os demais produtores devem adquirir a vacina em loja autorizada e aplicar em seus animais até o fim de novembro, quando termina a segunda etapa da campanha de imunização em 2011, e levar o comprovante da vacina – que é a nota fiscal do produto – até a Secretaria Municipal de Agricultura (Estrada Teresópolis-Friburgo, km 7.5 – Albuquerque).




“A vacinação é obrigatória por lei federal. O proprietário que não imuniza o seu gado fica sujeito ao pagamento de multa e pode ter a sua propriedade interditada pelas autoridades sanitárias”, alerta o veterinário Marcos André Siqueira Cruz, da Secretaria Municipal de Agricultura. A febre aftosa é uma doença que causa grandes prejuízos econômicos, no caso de gado de abate e leiteiro, uma vez que a carne e o leite dos animais doentes não podem ser consumidos.

Rafinha bastos pode pegar até 3 anos de prisão por caso Wanessa


O comentário de Rafinha Bastos sobre Wanessa no programa CQC está rendendo dores de cabeça para o comediante. Além do afastamento da atração e do processo por danos morais, Rafinha pode também pegar até três anos de prisão. O comediante comentou, ao vivo, que "comeria" Wanessa e seu bebê.
O humorista, no entanto, parece não se preocupar muito com a ameaça. Nesta desta terça-feira, fez piada no Twitter sobre o caso. "O ruim de ser preso é que perco o acesso ao Twitter. Mandar 3,4 milhões de pombos-correio vai ser dureza", disse, referindo-se ao número de seguidores no microblog.

Humorista vive polêmica sobre declaração
Humorista vive polêmica sobre declaração

Uma ação criminal por injúria foi movida contra Rafinha pela cantora, seu marido Marcus Buaiz e o filho do casal, e a pena máxima varia entre seis meses e um ano de detenção - mas o tempo pode aumentar já que o comentário foi feito ao vivo em rede nacinal.A queixa-crime está nas mãos do advogado Manuel Alceu Afonso Ferreira, e não anula o processo por danos morais, que pode render uma multa alta para o comediante. 
Em entrevista ao Terra, Fernanda Padori, advogada-assistente, declarou que as duas ações foram pensadas em conjunto, apesar da entrada do processo contra injúria só ter acontecido na última segunda-feira (17).
Na ação por danos morais, Wanessa e seu marido pedem uma indenização de R$ 100 mil.

Pregador americano erra data do fim do mundo e diz que houve adiamento no apocalipse

Harold Camping, de 89 anos

O americano Harold Camping, pregador evangélico do movimento "Family Radio Worldwide", afirma que o 'Dia do Julgamento' será nesta sexta-feira (21).
Anteriormente, o pregador havia previsto o fim do mundo para 21 de maio, mas alegou que houve um mal-entendido em seus cálculos, baseados numa interpretação da Bíblia. 
Segundo Camping, o "processo de destruição" teria começado em maio e o apocalipse foi adiado em cinco meses: 21 de outubro.
Na época da primeira profecia, muitos seguidores do pastor californiano abandonaram suas casas, largaram empregos, se desfizeram de bens e disseram ficar surpresos com o erro. 

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

ESPETÁCULO DE TEATRO INCLUSIVO GRATUITO CHEGA A TERESÓPOLIS

Atores do Grupo Os Inclusos e os Sisos


O grupo Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade, projeto de arte e transformação social da ONG Escola de Gente – Comunicação em Inclusão, chega a Teresópolis, na próxima terça-feira (25/10), com o espetáculo de esquetes, gratuito e aberto ao público,“Ninguém mais vai ser bonzinho”. Após circular em turnê por diversas cidades do Nordeste e algumas cidades fluminenses, a peça “Ninguém mais vai ser bonzinho” chega a Região Serrana do Rio. O projeto tem patrocínio da Oi, através da lei estadual de incentivo à cultura (ICMS).

Inspirado no livro de Claudia Werneck, escritora e fundadora da Escola de Gente, a peça conta com total acessibilidade na comunicação, como previsto em lei: legenda eletrônica, intérprete de Libras, programas em braile e em letra ampliada, audiodescrição, além de atendimento prioritário para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Esta é segunda temporada do espetáculo no Rio de Janeiro, que esteve em cartaz pela primeira vez em 2007, com texto e direção de Diego Molina. Agora, em formato de esquetes, adaptado e dirigido por Marcos Nauer, o roteiro ganha novas cores e ritmo. No palco, com muito bom humor, os atores interpretam cenas do dia a dia que revelam formas sutis de discriminação.

Criado em 2003, a convite da Escola de Gente, Os Inclusos e os Sisos surgiram a partir da iniciativa de jovens estudantes de teatro, entre eles a atriz Tatá Werneck, hoje VJ da MTV.  Nos últimos anos, mais de 40000 pessoas já assistiram às apresentações do grupo em 15 estados de todas as regiões do Brasil. O trabalho desses jovens foi reconhecido em 2010, com indicação na categoria Megazine ao Prêmio Faz Diferença, do jornal O Globo.

Assim como o livro, a peça Ninguém mais vai ser bonzinho tem como tema central a urgência em se promover uma sociedade inclusiva, passando da fase de conscientização para a de ação. O livro, publicado no ano de 1996 pela WVA Editora, especializada em inclusão, é vendido também em formatos acessíveis, e se tornou a primeira obra no Brasil a tratar do tema a partir da Resolução 45/91, assinada pela ONU em 1990.

A turnê faz parte das celebrações pelos 10 anos da Escola de Gente e integra a campanha “Teatro acessível: arte, prazer e direitos”, que visa mobilizar governo e sociedade civil ao cumprimento das leis de acessibilidade em toda e qualquer iniciativa cultural. Na última década, a ONG vem trabalhando a favor da inclusão de grupos em situação de vulnerabilidade na sociedade, especialmente crianças, adolescentes e jovens com deficiência.  Através de ações de Comunicação, Cultura e Educação, a Escola de Gente tem como objetivo democratizar o conceito e a prática da sociedade inclusiva. A organização incide em políticas públicas e integra o Conselho Nacional de Juventude, o Conselho Estadual de Juventude e a Campanha Nacional pelo Direito à Educação, entre outras redes.

Serviço:
25/10 – Teresópolis
9h e 14h- Casa de Cultura Adolpho Bloch
Praça Juscelino Kubitschek de Oliveira, s/n, Bairro de Fátima Tel: 2644-4092





Mais informações:
Trevo Efervescência Comunicativa – Tel: 21 25446203