segunda-feira, 2 de abril de 2012

Revista que liga governador a Cachoeira desaparece das bancas em Goiás

Revista sumiu das Bancas em Goiás

A edição desta semana da revista Carta Capital, sumiu das bancas de Goiás, segundo relato de leitores daquele Estado.

Com uma reportagem sobre um relatório da Polícia Federal que aponta laços de negócios ilegais entre o contraventor Carlos Augusto Ramos,o Carlinhos Cachoeira, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e o governador de Goiás, Marconi Perillo, identificados pela PF na Operação Monte Carlo, a revista teria sido "sequestrada" das bancas de Goiás antes de chegar às mãos dos leitores.



O deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ) comentou o desaparecimento da revista no Estado. "Corra às bancas para adquirir a Carta Capital. Mas não em Goiás, de onde sumiu... Tem matéria que expõe relações suspeitas do governador Marconi", disse o deputado no Twitter.
O deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) também repercutiu sobre o sumiço dos exemplares. Em seu perfil no Twitter, Protógenes disse que "não adianta boicotar, a noticia chega".
De acordo com relatos de outros usuários do Twitter, algumas pessoas distribuíram fotocópias da reportagem em regiões de Goiânia. "Hoje por volta do meio-dia, nas imediações da praça cívica, tinha 2 moças e 1 rapaz distribuindo fotocópias da Carta Capital 691", disse o sociólogo Juliano Rodrigues na rede social.