sábado, 24 de março de 2012

Curso de comunicação não-violenta é ministrado a funcionários da prefeitura

Com o objetivo de preparar funcionários públicos para se comunicarem com a população com mais facilidade, especialmente nas situações de conflito, como a que ocorreu em janeiro de 2011, com o temporal que atingiu Teresópolis, além de outras cidades da Região Serrana, a Care Brasil, com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Defesa Civil da Prefeitura, realizou nesta terça-feira, 20, e quarta-feira, 21, no auditório da Secretaria de Saúde, na Tijuca, o Curso de Comunicação Não-Violenta.

O Secretário de Meio Ambiente e Defesa Civil, Cel. Roberto Silva, ressaltou que o curso integra a estratégia de implantação do Plano Municipal de Defesa Civil. “Essa iniciativa faz parte de todo o trabalho que vem sendo realizado pela Prefeitura com relação à preparação dos servidores para situações de desastres na cidade. O poder público deve saber abordar as pessoas atingidas de forma diferenciada porque elas estarão emocionalmente abaladas. Essa comunicação eficiente pode ajudar a criar uma rede de informações que evite os boatos e não provoque desentendimentos desnecessários”, pontuou.

O curso foi ministrado pelo consultor internacional em comunicação não-violenta, Dominic Barter, que presta consultoria para governos, comunidades, escolas, sistemas de justiça, empresas e movimentos sociais em diversos países. 
 
Comunicação Não-Violenta

Fundada pelo psicólogo Marshall Rosenberg e ensinada há quase 50 anos por uma rede mundial de mediadores e editar postagens
 facilitadores, a Comunicação Não-Violenta (CNV) é um processo que tem a capacidade de inspirar ação compassiva e solidária. A CNV está sendo utilizada por um crescente número de pessoas que desejam intervir e agir com meios práticos e eficazes em favor da paz. A metodologia é reconhecida internacionalmente por entidades como Unesco e Unicef. 

A rede funciona como um caminho de mediação para conflitos de diversas naturezas e pode contribuir para estabelecer canais de diálogo em contextos conflituosos. À base de princípios universais tais como a paz, a justiça, a dignidade, a segurança, a liberdade e o amor, a CNV tem como proposta incentivar as pessoas a agirem e se relacionarem de forma clara e empática, mesmo diante de comportamentos desafiantes.