quarta-feira, 3 de abril de 2013

Teresópolis: Prefeitura desencadeia repressão à venda ilegal de carro em via pública


Diariamente dezenas de carros usados estão ilegalmente à venda nas vias públicas da cidade. Com o objetivo de coibir este comércio irregular, a Prefeitura de Teresópolis deu início, nesta terça-feira, 2, a uma ação de fiscalização em quatro ruas  do Centro. Equipes das Secretarias de Fazenda e de Segurança Pública do município trabalharam em conjunto notificando e orientando os vendedores sobre esta prática que contraria a lei. Seis agentes da Guarda Municipal e cinco da Fiscalização de Posturas intensificaram a inspeção nas ruas Delfim Moreira, Waldir Barbosa Moreira, José Correia da Silva Jr. e J.J. de Araújo Regadas.

Segundo o chefe de operações da Secretaria Municipal de Fazenda, Vagner Torres Gomes, a medida quer chamar atenção para a proibição da venda ilegal de carros em logradouros públicos. “Qualquer atividade comercial deve ser submetida à apreciação do Poder Público para obtenção de licença, sendo que esse tipo de comércio não tem permissão para ser exercido nas ruas”, explicou
Para o Secretário de Segurança Pública, Marcos Antonio da Luz, a repressão a esse tipo de atividade também é uma resposta à população e aos lojistas que criticam o fato deles não pagarem os impostos devidos, além de ocuparem inúmeras vagas de estacionamento no Centro. “Direitos e deveres são para todos. Não é justo que uns tenham que cumprir a lei, pagando corretamente seus impostos, enquanto eles ficam isentos dessas responsabilidades, fugindo ao controle do Fisco. A lei é para todos e cabe a nós o cumprimento dela”, justificou Da Luz
Presente à ação, o coordenador da Guarda Municipal, Sergio Alves, disse que a iniciativa, além de impedir o comércio ilegal, proporciona melhorias no tráfego. “Vamos intensificar a fiscalização na cidade a fim de mantermos a ordem pública. Hoje eles estão sendo somente notificados quanto à irregularidade do ato. Depois, se insistirem com o exercício desta prática, daremos início as multas e reboques”, disse Alves.
Até ao meio dia desta terça-feira, a operação registrou nove notificações.