domingo, 29 de julho de 2012

Chuvas torrenciais desalojam 63 mil pessoas e matam 88 na Coréia do Norte

Enchente deixou 63 mil pessoas desajoladas
As chuvas torrenciais geradas por um tufão deixaram na semana passada na Coreia do Norte pelo menos 88 mortos, 134 feridos e milhares de desalojados, informou nesta segunda-feira (data local) o jornal sul-coreano "Chosun Ilbo". Mais de 5.000 imóveis ficaram destruídos ou danificados, 12 mil alagados e cerca de 63 mil pessoas perderam a casa nas inundações registradas entre os dias 18 e 24 de julho, segundo o jornal, que cita dados divulgados no fim de semana pela agência estatal da Coreia do Norte ("KCNA"). A agência informou que o maior número de vítimas foi registrado nos condados de Sinyang e Songchon, na província de Pyongan do Sul - perto da capital, Pyongyang -, duramente atingida pelo tufão Khanun nos dias 23 e 24 de julho. O temporal inundou ou derrubou cerca de 300 prédios públicos, incluindo dez hospitais e escolas, além de 60 fábricas, e deixou 91.890 metros quadrados de vias destruídas. A Coreia do Norte é seriamente afetada pelas chuvas torrenciais durante a época dos tufões de verão (hemisfério norte),