quarta-feira, 23 de maio de 2012

Representante da Associação Brasileira de Agroecologia diz que não existe consumo seguro de agrotóxicos


Não existe consumo seguro de agrotóxicos, afirmou Vinícius Freitas, representante da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA), em debate na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (09).

O representante da ABA defendeu uma agricultura agroecológica sem o uso de agrotóxicos. Para ele, se continuar com esse modelo químico dependente, usando a desculpa de que a produção rural não teria condições de abastecer a população sem a utilização de agrotóxicos, não se justifica.

Na mesma linha, o coordenador da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, Cleber Folgado, afirmou que a utilização dos agrotóxicos é um problema de saúde pública e ambiental.

 Intoxicações

Foram catalogados mais de 8 mil casos de intoxicações por herbicidas só em 2011, informou Guilherme Franco Netto, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde.

As incidências de intoxicação são mais frequentes entre os jovens de 20 a 49 anos, e em crianças na faixa etária de 1 a 4 anos,  estas por intoxicação acidental, sustentou Franco com base nos dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação.

A reunião foi promovida em decorrência da aprovação dos requerimentos 193/2012, do deputado Jesus Rodrigues (PT-PI) - para debater a utilização dos defensivos agrícolas na produção e suas implicações na saúde humana e no meio ambiente - e 200/2012, do deputado Bohn Gass (PT-RS) - para discutir a regulamentação sanitária e o mercado de agrotóxicos.