terça-feira, 12 de novembro de 2013

Criação de nova categoria de sócio, o "contribuinte", marca o início da comemoração dos 80 anos do Golf Club em Teresópolis


Por Rolf Danziger

O aniversário é só no final de 2014. Mas as comemorações pelas oito décadas do Teresópolis Golf Club já começaram. Para marcar a data, o Conselho Deliberativo e a Diretoria do clube mais tradicional da cidade acabam de criar uma nova categoria de sócio que vem se somar as duas já existentes: além de sócio proprietário e sócio temporário, o TGC também terá sócios contribuintes, associados que pagarão apenas 40% do valor da taxa de manutenção e terão direito de desfrutar de todas as dependências do clube, inclusive frequentar a piscina, sauna e praticar esportes, com exceção do golfe e do hipismo. No momento nenhuma taxa de jóia é devida.


De acordo com o Presidente do Teresópolis Golf Club, Carlos Peiter, além de fazer parte da comemoração pelos 80 anos do TGC, a criação da nova categoria de sócio tem como objetivo atrair associados que querem fazer parte de um clube exclusivo sem que seja preciso pagar caro por isso. “O nosso Golf Club está numa das áreas mais bonitas e valorizadas da região serrana. Temos uma natureza privilegiada e instalações que não deixam nada a desejar aos melhores clubes do Rio. Às vésperas de completar 80 anos, achamos que o melhor presente que podemos dar ao TGC é revitalizar o clube com a entrada de novos associados”, explica Peiter.
 Vantagens -
Além de poder desfrutar de um clube onde não falta espaço e conforto, outro grande benefício para quem se tornar sócio contribuinte do TGC é o valor mais baixo da mensalidade. “O sócio contribuinte ..vai pagar apenas 40% do valor da taxa de manutenção, o que equivale hoje a R$ 260,00”, lembra Carlos Peiter. Segundo o Presidente do Conselho Deliberativo e ex-Presidente do Clube, Carlos Eli de Oliveira Sanches, a expectativa é atrair um associado que deseja lazer com qualidade por uma relação custo-benefício vantajosa. “Eu tenho vários amigos que são sócios de outros clubes e estão insatisfeitos. Eles reclamam que os clubes que frequentam estão sempre cheios nos fins de semana. Há casos que, até para comprar uma cerveja, é preciso enfrentar fila. Tem gente que, para não se chatear, prefere ficar em casa. Aqui no Teresópolis Golf Club isso não acontece. O clube oferece uma série de atividades sociais e tem espaço de sobra para quem quer relaxar e aproveitar bons momentos com a família e com os amigos”, diz Carlos Eli.
Candidatos –
Os interessados em se tornar sócios contribuintes do Teresópolis Golf Club tem que preencher uma proposta que está disponível na secretaria do clube. As propostas devem ser assinadas pelo interessado, com a indicação de dois associados proprietários como referência pessoal, e devem conter: nome, nacionalidade, estado civil, profissão, endereço, além dos nomes, data de nascimento e estado civil das pessoas que, de acordo com o estatuto do clube, podem ser consideradas seus beneficiários: cônjuge, pai, mãe e filhos até 21 anos. As propostas de admissão são então submetidas ao Conselho Deliberativo para aprovação. Mas quem quer entrar para o TGC como sócio contribuinte não deve perder tempo: o clube limitou a 150 o número de associados na nova categoria. Nada impede, no entanto, que quem entrar para o Teresópolis Golf Club na categoria recém-criada pela diretoria possa, mais tarde, alterar sua situação como sócio. “Nós acreditamos que muitos poderão se interessar em praticar golfe ou hipismo e terão interesse em migrar, posteriormente, para categoria de associado proprietário”, explica o Presidente do Clube, Carlos Peiter.
História –
Sociedade civil, sem fins lucrativos criada em 27 de dezembro de 1934, o Teresópolis Golf Club teve inicialmente 13 sócios fundadores que tinham como objetivo proporcionar a prática dos seguintes esportes: golfe, tênis, natação, equitação, polo e tiro ao alvo. Entre seus fundadores, estavam nomes de destaque na sociedade carioca da época. Entre eles, os empresários Lineu de Paula Machado e Carlos Guinle, primeiro Presidente do TGC e que continuou na presidência do clube por 29 anos até 1964. Inaugurado em 1937 e considerado um dos mais bonitos da América do Sul, o campo de golfe do Teresópolis Golf Club foi desenhado por um dos profissionais mais renomados desse setor, Robert Trent Jones, na época, sócio da firma canadense Thompson Jones. Além do golfe, o clube oferece quadras de tênis, hipismo e natação, junto com uma agenda social bastante movimentada. O Clube também oferece uma variedade de serviços para agradar a todos os gostos, atendimento personalizado com muito glamour e sofisticação.
Golfe nas Olimpíadas –
O Golfe ainda é um esporte considerado como elitista no Brasil, mas isso só ocorre porque o país não tem tradição nessa prática. Para jogar golfe, basta uma bolinha, um taco e um buraco no chão. Olhando por esse lado, fica até difícil entender porque as crianças não brincam de golfe na rua ou porque o golfe não é um esporte que integre o currículo escolar. Os contornos próprios do golfe ganharam suas formas na Escócia. Ainda que existam minicampos de golfe em shoppings, oficialmente o golfe é jogado em grandes campos que compreendem dezoito percursos distintos. Uma figura muito peculiar, que só existe no universo do golfe, é o Caddie, cuja função mais importante é carregar a bolsa com os tacos dos atletas, mas que também são considerados esportistas, pelo alto conhecimento que adquirem ao acompanhar de muito perto cada tacada. Depois de mais de cem anos, o golfe voltou recentemente a ser um esporte olímpico. A reestreia será nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, quando passará a integrar o quadro de modalidades disputadas. 
Contato:
Teresópolis Golf Club
Av. Presidente Roosevelt, 2222
Teresópolis/RJ
Fone: (21) 2742-1691/ 2742-2393