terça-feira, 16 de abril de 2013

Pai de Dinho vai processar Feliciano por declarações contra os Mamonas: “Ele [Feliciano] é louco. Deus não mata ninguém, Deus é amor", disse Hildebrando Alves


Hildebrando Alves, pai do vocalista Dinho da banda Mamonas Assassinas, cujos integrantes morreram em março de 1996, irá processar o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), segundo afirmou o advogado Nilson Moreira ao jornal "Diário de Guarulhos".

Na semana passada, o pastor afirmou, durante culto na Igreja Catedral do Avivamento, em Orlândia (SP), transmitido pela TV, que o acidente aéreo que vitimou todos os membros do grupo foi uma espécie de castigo divino pelo teor das músicas compostas pela banda.
"O avião estava no céu, região do ministro do juízo de Deus. Lá na Serra da Cantareira (local do acidente), ao invés de virar para um lado, o manche tocou para o outro. Um anjo pôs o dedo no manche e Deus fulminou aqueles que tentaram colocar palavras torpes na boca das nossas crianças", disse o parlamentar.
Segundo o jornal, o advogado está reunindo provas para processar Feliciano. Já ao jornal "O Estado de S. Paulo", o pai de Dinho afirmou que irá com o advogado a Brasília ainda esta semana para entrar com processo na Justiça de lá para agilizar o processo, já que, por ser deputado, Feliciano tem direito a foro privilegiado.
O pai de Dinho negou que o filho fosse evangélico, conforme dito por Feliciano no culto, embora o vocalista do Mamonas fosse religioso.