quinta-feira, 18 de abril de 2013

Detido suspeito de enviar cartas com veneno ao Presidente norte-americano Barack Obama


Um homem foi detido pelo FBI, suspeito de ter sido o responsável pelo envio das cartas com uma substância venenosa ao Presidente norte-americano, Barack Obama, e ao senador republicano Roger Wicker.
Identificado como Paul Kevin Curtis, 45 anos, o indivíduo foi detido na sua casa em Corinth, no Mississipi. De acordo com um comunicado do Departamento de Justiça dos EUA, citado pela agência Associated Press, o homem foi levado cerca das 17h15 locais (23h15 em Lisboa), repetindo o FBI que "não há indícios" de que este caso esteja relacionado com as explosões de Boston.
As duas cartas foram enviadas a 8 de abril a partir de Memphis (Tennessee), contendo o mesmo texto: "Ver algo errado e não o expor é tornar-se num aliado silencioso da sua continuação". A assinatura coincide também: "Sou KC e aprovo esta mensagem".
Nos testes preliminares, a substância nas cartas foi identificada como rícino, um potente veneno, tendo por isso sido encaminhadas para novas análises.
Dois outros pacotes suspeitos, endereçados aos senadores Carl Levin, do Michigan, e Jeff Flake, do Arizona, foram enviados para despistagem, devido à suspeita de conterem substâncias venenosas no interior, confirmou ontem ao Expresso Paulo Bresson, um dos porta-vozes do FBI.