sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Chuvas: Últimas notícias de Teresópolis. Ações da Defesa Civil e da Secretaria de Obras e Serviços Públicos


Muitas famílias de áreas de risco saíram de casa no Vale da Revolta e a sede da Associação ficou lotada. As pessoas lamentam muito o cansaço em face da necessidade de trabalhar no dia seguinte.  No vale Da Revolta todos estão em áreas de risco e muita gente procurando abrigo quando as sirenes tocaram.  Sirenes foram acionadas no Caxangá onde um muro caiu as margens do Paquequer apavorando as pessoas. A chuva diminuiu mas o tempo continua fechado e a Defesa Civil esta em ronda permanente vis ditando os locais de risco.
BR 116 esteve parcialmente interditada passando um carro de cada vez provocando engarrafamento nos dois sentidos, mas a estrada já está liberada.  Prefeitura trabalha na limpeza de bueiros em várias frentes para melhorar o escoamento das águas, limpeza das ruas com retirada de lama.


De acordo com o plantão da Secretaria de Meio Ambiente e Defesa Civil, não houve registro de ocorrências durante a noite desta quinta-feira, 3, e a madrugada desta sexta, 4, apesar das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme de oito comunidades terem sido acionadas no final da tarde de ontem.
Agentes da Defesa Civil percorrem a cidade, principalmente as áreas mais afetadas pelas últimas chuvas – os bairros de Santa Cecília, Vale da Revolta, Fonte Santa e Quinta Lebrão, bem como as comunidades do Rosário, Pimentel e Perpétuo – no bairro de São Pedro, e Ilha do Caxangá, no Caxangá – para fazer vistorias técnicas e levantar o número de desalojados.
“Na noite desta quinta-feira, encaminhamos 13 moradores da Ilha do Caxangá para um ponto de apoio, devido à queda de uma árvore. Continuamos mobilizados no atendimento das pessoas desalojadas”, informou Graça Granito, Secretária Municipal de Desenvolvimento Social.
Equipes da Secretaria de Obras e Serviços Públicos trabalham na desobstrução de ralos e limpeza de bueiros, a fim de facilitar o escoamento da água da chuva, nas avenidas Feliciano Sodré e Delfim Moreira, e nas ruas Tenente Luiz Meirelles e Manoel Lebrão, na Várzea, onde alguns trechos foram alagados com a forte chuva da madrugada da última quinta.