segunda-feira, 28 de maio de 2012

Prefeitura cadastra mais 50 pessoas para o Aluguel Social‏ com laudo de interdição definitivo

Atualmente 3207 pessoas recebem
aluguel social

Nesta segunda-feira, 28, o Prefeito Arlei, a Secretária de Desenvolvimento Social, Graça Granito, e o Secretário de Governo, José Carlos Cunha, reuniram-se no Teatro Municipal, no 2º piso da Prefeitura, para receber mais cinqüenta pessoas que terão seus nomes incluídos na listagem do Aluguel Social. 
O benefício é destinado somente às pessoas que ficaram desabrigadas na ocasião da tragédia de janeiro de 2011 e que têm laudo de interdição permanente emitido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil. O Vereador Ademir Enfermeiro também participou da reunião.
Na ocasião, o público presente aproveitou para tirar dúvidas em relação a esta e outras questões com o Prefeito Arlei, que prontamente esclareceu todas elas. “Sabemos das dificuldades enfrentadas e estamos buscando soluções. Levei esta questão ao Governo do Estado que mais uma vez nos atendeu e liberou 400 aluguéis sociais para Teresópolis. Hoje vocês foram chamados aqui para darmos início a este processo. Farei tudo o que estiver ao meu alcance para ajudar vocês”, disse Arlei.
Na ocasião, o prefeito Arlei esclareceu várias
dúvidas da população.
 A Secretária de Desenvolvimento Social e Economia Solidária, Graça Granito, aproveitou o momento para ressaltar que das 600 famílias que aguardam na lista de espera desde 2011, 400 serão atendidas agora. “Através da insistência do Prefeito Arlei junto ao Governo Estadual, nós recebemos esta listagem com 400 nomes e imediatamente começamos a confirmação do cadastro. Para uma ação mais ordenada faremos todas as inscrições em grupos. Também vamos reavaliar algumas situações de pagamento que não estão de acordo com os critérios adotados para o Aluguel Social, assim novas vagas surgirão”, comentou Graça.
Para o borracheiro Jamir Moreira, 31 anos, que hoje mora com os pais, no Vale Paraíso, a expectativa de ganhar o benefício é grande. “Perdi minha casa e minha família no Campo Grande agora o que tenho é a esperança de reconstruir minha vida a começar pela minha própria casa”.
Atualmente, 3.207 pessoas recebem o Aluguel Social, sendo 2.580 pagos pelo estado e 627 custeados pela Prefeitura.