quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Comissões ouvirão ministros sobre Operação Porto Seguro, mas acordo exclui a principal investigada


Presidentes da Anac e da ANA também serão convidados a prestar esclarecimento sobre denúncias de venda de pareceres, mas acordo exclui secretária da Presidência em São Paulo, uma das principais investigadas
Senadores de oposição e governistas articulam acordo que
exclui ex-secretária de Lula e principal investigada.

No centro do escândalo, estão a ex-chefe da Secretaria Regional da Presidência da República em São Paulo, Rosemary de Noronha, e o ex-advogado-geral-adjunto da União, José Weber Holanda Alves — considerado braço direito de Adams. Os requerimentos de convocação deles não entrarão em pauta, conforme o acordo articulado pelo senador Randolfe ­Rodrigues (PSOL-AP) e pelo líder do governo, Eduardo Braga (PMDB-AM).Acordo entre governo e oposição levou a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) a aprovar ontem convite ao ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, Luís Inácio Adams, e ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O objetivo é que eles prestem esclarecimentos sobre a Operação Porto Seguro, em que a Polícia Federal investiga suspeitas de fraudes e venda de pareceres técnicos em diversos órgãos federais, incluindo agências reguladoras.
Agências
O ministro da Justiça deverá ser ouvido de forma conjunta pela CMA e pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Também serão convidados a prestar esclarecimentos ao Senado, em audiência pública conjunta da CMA e da Comissão de Infraestrutura (CI), o diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo, e o diretor-­presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Marcelo dos Guaranys.
De acordo com o líder do governo, todos os depoimentos aprovados ontem acontecerão semana que vem, entre os dias 5 e 6. Braga disse que o governo está tomando todas as providências cabíveis e que os depoimentos funcionarão como um “complemento de esclarecimento”.

(Jornal do Senado)