domingo, 20 de outubro de 2013

PADRÃO ÁGUIAS É ELEITO DELEGADO NACIONAL DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

PADRÃO ÁGUIAS É ELEITO DELEGADO NACIONAL DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

CLEITON PIMENTEL REPRESENTARÁ TERESÓPOLIS, EM BRASÍLIA
Mais uma vez a cidade de Teresópolis terá um representante em Brasília. Realizada no Centro de Convenções Sul América, na cidade do Rio de Janeiro no período de 16 a 18 de outubro/2013, a IX Conferência Estadual de Assistência Social traçou importantes diretrizes para a consolidação da política pública enquanto dever do estado e direito do cidadão. O Delegado representante de Teresópolis eleito para a Conferência Nacional é o Mestre dos Águias, Avt 1º Mestre Cleiton Pimentel. Graças à integração e postura da Delegação da cidade, a representação foi garantida. A equipe da cidade serrana foi composta pelos Delegados da sociedade civil e governo, respectivamente: Margareth Rosi (APAE Teresópolis), Cleiton Pimentel (Padrão Águias da Aventura Objetiva), Elisabete Garcia (Casa do Pequeno Trabalhador de Teresópolis), Flavia Becker (Lar Tia Anastácia), Alessandra Corguinha (Trabalhador do SUAS), Tania Iorio (Secretaria de Desenvolvimento Social), Sandra Erli Azevedo (Secretaria de Saúde), Iracema Toledo Braga (Secretaria de Educação), Marcela Felix (Secretaria de Segurança Pública), Rafaela Dália Mourão (Trabalhador do SUAS) e a Secretária Executiva do Conselho de Assistência Social de Teresópolis, Lucia Helena Souza Victorino.
Um dos grandes destaques da delegação de Teresópolis foi a construção da moção de reivindicação exigindo ao Governo do Estado do Rio de Janeiro a construção das casas populares em caráter imediato, sendo aprovada por unanimidade e aplaudida pela plenária.
Zaquel Teixeira, Secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos destaca “a participação é importantíssima, porque nós temos aqui o governo, a sociedade civil, os usuários e isso faz com que possamos debater e tirar as proposições adequadas para que o sistema possa estar cada vez mais consolidado e ampliado. Aqui no Estado nós somos vanguarda porque o SUAS funciona no espírito daquilo que é pactuado com o Governo Federal, nós temos o financiamento fundo a fundo, nós temos Centros de Referência da Assistência Social e Centros de Referência Especializada da Assistência Social em todos os municípios, temos Centro de Referência para a População de Rua, então, um avanço constante que temos na política da assistência social e queremos levar esse avanço para a Conferência Nacional, em Brasília, para que o modelo nacional possa também ser aperfeiçoado”.
A Presidente do Conselho de Assistência Social de Teresópolis, Profª Margareth Rosi destaca a sua emoção em ver a sua cidade sendo respeitada junto ao país e agradece a postura da delegação na efetiva participação para a construção das políticas públicas tão necessárias à vida de todos. A Profª Maria das Graças Granito, Secretária de Desenvolvimento Social de Teresópolis, que esteve presente na abertura do evento, falou do empenho do Governo Municipal em estar lado a lado com o Conselho para a luta em prol das melhores condições de vida para a população e aproveitou a oportunidade para parabenizar toda a delegação teresopolitana e ao delegado Cleiton Pimentel que irá representar a cidade em Brasília, ressaltando o trabalho árduo e compromissado na gestão da assistência social enquanto política pública.
Cleiton Pimentel destaca a importância de Teresópolis ser representado em Brasília, principalmente em lutar para reconstrução da cidade, principalmente no cenário social. A Conferencia Estadual trouxe para o debate o tema do financiamento para as ações da gestão da Assistência Social e congregou os delegados dos 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro.
A IX Conferência Nacional de Assistência Social será realizada em Brasília, Distrito Federal, no período de 16 a 19 de dezembro de 2013 e terá como tema principal "A Gestão e o Financiamento na efetivação do SUAS (Sistema Único da Assistência Social). Cleiton Pimentel, representante da cidade de Teresópolis enfatiza a necessidade de levar ao debate nacional as importantes discussões para a construção de uma política de habitação e organização do espaço territorial, cuja ausência tem trazido uma grande demanda para a assistência social, diminuindo a qualidade de vida da população e acentuando os problemas sociais.

MATÉRIA: CEDIR / PAAO (CECP) - [Com informações da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado do Rio de Janeiro] - FOTOS: DIVULGAÇÃO