quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Dana White demite o lutador Toquinho e diz que ele "nunca mais luta pelo UFC".

Renato Babalú foi demitido do UFC em 2007 após estrangular David Heath e permanecer com o golpe encaixado, mesmo após o adversário dar os três tapinhas, em sinal de desistência. Mais um brasileiro cometeu o mesmo erro e acabou demitido da organização: Rousimar ‘Toquinho’ finalizou Mike Pierce, nessa quarta-feira (9), em Barueri e, mesmo diante da desistência do americano, o mineiro continuou torcendo o seu calcanhar.
Primeiro o mineiro foi punido com o não recebimento do bônus da noite e, nessa quinta-feira (10), o presidente Dana White deu a seguinte declaração em entrevista ao canal americano ESPN.  
“Rousimar Palhares está banido. Ele nunca mais vai lutar pelo UFC novamente”, disse o cartola.
Em março de 2010, Toquinho tomou a mesma atitude contra Tomasz Drwal, no UFC 111, mantendo a torção na perna do adversário mesmo após a desistência e foi suspenso por 90 dias.
Mas não é de hoje que o mineiro toma esse tipo de atitude. Em 2007, Rousimar finalizou Helio Dipp, no Floripa Fight 3, com um mata-leão e o árbitro teve dificuldades em tirá-lo da posição e, mesmo após o adversário ter desmaiado, o mineiro seguiu com o estrangulamento encaixado.