quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Teresópolis: Secretario de Administração, Carlos Tucunduva, esclarece a questão da compra dos passes de ônibus para os funcionários municipais. "Não houve desperdício", disse.

Secretario de Administração, Carlos Cunha Tucunduva
Segundo Carlos Tucunduva, Secretario de Administração do município, a questão da data de compra dos passes de ônibus é fácil de explicar, e não houve qualquer desperdício. "Na verdade, não houve uma compra de vales, mas foi realizada uma provisão, ou seja, a prefeitura deixa em reserva um número de vales dos quais os funcionários irão fazer uso durante o ano todo com o cartão. A possibilidade de pagar antes não existe, porque quando o funcionário passa o cartão o preço debitado é sempre o atualizado -  e não o anterior - ou seja, se não se acompanhar o aumento  a provisão do cartão acabará antes do tempo, e o funcionário não conseguirá utilizar o cartão durante o mês inteiro. Não é possível comprar vales ao preço de janeiro e utilizar em novembro, por exemplo. Se comprar em janeiro, o preço só vale para janeiro. Se houve aumento em fevereiro, o valor a ser debitado será o de fevereiro", explicou Tucunduva.

A explicação foi necessária, já que algumas pessoas estavam questionando o fato dessa provisão ter sido feita 1 dia depois do aumento, o que, na verdade, não faria nenhuma diferença já que o preço da passagem é sempre debitado no valor atual e não no valor anterior. Se tivesse sido feita antes, os funcionários teriam apenas um dia para usar o cartão a preço antigo. Não houve, portanto, nenhum desembolso imediato em valor integral como foi divulgado em alguns grupos. Não houve também qualquer desperdício de dinheiro público. O município paga esses passes mês a mês, e não em cota única.

Após a publicação desse esclarecimento nos enviatram a seguinte pergunta:

- De qualquer forma, poderia ter sido feita uma pequena economia se o passe tivesse sido comprado um dia antes. Nâo?

Negativo, não seria feita nenhuma economia. A questão é a seguinte: se voce pagar um valor menor um dia antes, mesmo que seja com passes só para esse dia, voce não vai ter tempo de repassar isso ao funcionalismo no mesmo dia. O passe acabará sendo utilizado no dia seguinte ou dois dias depois. Ai ele já estará com o valor defasado por causa do aumento. Além disso, os passes neste dia anterior, estarão vinculados a valores  creditados anteriormente. O que é preciso entender, é que, na verdade, não se compra uma determinada quantidade de passes, se provisiona essa quantidade para um ano, mas o pagamento é feito de acordo com a utilização. Por isso a prefeitura deposita todo mes um valor para carregar os cartões.