quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Siderúrgica CSA é multada em R$10,5 mi por provocar chuva de prata


A Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) foi multada em 10,5 milhões de reais pela Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro por ter provocado, na região de sua usina na zona oeste da capital, o fenômeno conhecido como chuva de prata - vazamento de resíduos tóxicos espalhados pelo vento que causam problemas respiratórios e alérgicos.

"Minha paciência com a CSA acabou definitivamente", disse nesta quinta-feira o secretário da pasta, Carlos Minc. Estão levando mais um cartão amarelo. A próxima é suspensão", ameaçou Minc.

A empresa já tem um TAC- Termo de ajustamento de conduta com o INEA e a SEA no valor de 14 milhões de reais para minimizar os problemas causados na região.