quarta-feira, 6 de março de 2013

Pacto nacional pela Alfabetização na Idade Certa já esta sendo implementado em Teresópolis

Estratégia do Pacto já esta sendo elaborada. O lançamento do Pacto será no dia 11 de março.

A Secretaria Municipal de Educação (SME), que aderiu ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, já está se mobilizando para implementar, na cidade, a formação continuada exigida pelo Ministério da Educação para os professores alfabetizadores. O lançamento do Pacto em Teresópolis acontecerá na abertura da Semana da Educação nesta segunda-feira, dia 11 de março, às 13h, no Clube Comary (Rua Hercílio Ferreira dos Santos, 97, Comary). Trata-se do compromisso formal, assumido pelos governos Federal, Estaduais e Municipais, a fim de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental.
“Teresópolis fez questão de aderir a esse pacto nacional por entender que esse resultado depende do trabalho, dedicação e investimentos dos governos, das escolas, dos professores, das famílias e da mobilização de toda a sociedade. Aprender é um direito das nossas crianças e um dever de todos nós”, avalia o Secretário Municipal de Educação, professor Leonardo Vasconcellos.
As ações do Pacto são um conjunto integrado de programas, materiais e referências curriculares e pedagógicas, que são disponibilizados pelo Ministério da Educação e que contribuem para a alfabetização e o letramento, tendo como eixo principal a formação continuada dos professores alfabetizadores. Essa formação se dá através de Professores Orientadores da Rede Municipal de Ensino, que estão fazendo um curso específico, com 200 horas de duração por ano, ministrado pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), em Nova Friburgo.
“A formação para os professores alfabetizadores começa no dia 16 de março, e as inscrições estão abertas para todos os educadores da Rede Municipal que atuam no 1°, 2° e 3° anos. Entendendo que esses profissionais são figuras centrais e determinantes no processo de alfabetização, o MEC ainda oferece para os participantes uma bolsa de R$ 200 durante os oito meses de formação continuada em 2013”, explica a professora Carla Rabello, Diretora de Educação da SME.
O curso é presencial e tem dois anos de duração. Em 2013, a ênfase será em linguagem, e em 2014, em matemática. Em cada ano, a duração total será de 120 horas, com a realização de encontros presenciais ao longo do ano letivo. A UFRJ emitirá certificado para os orientadores de estudo e os professores alfabetizadores ao final de cada ano do curso.
A professora Cristina Esteves, que esteve presente no lançamento do Pacto em Brasília, no ano passado, e hoje é responsável pela coordenação do Pacto em Teresópolis, convida os professores municipais para a sua Aula Inaugural, data-limite onde esses educadores poderão decidir se farão ou não curso de formação continuada ofertado pelo MEC. “No dia 16 de março, encerrando a Semana da Educação, teremos a Aula Inaugural do Pacto, às 8h, na Escola Municipal Maçom Lino Oroña, na Várzea, e os trezentos professores municipais que atuam no 1°, 2° e 3° anos estão convidados. Afinal, nosso objetivo é que nossos alunos cheguem aos terceiros anos já plenamente alfabetizados. Mais do que saber ler e escrever, que eles possam ser autores de suas próprias histórias”, pontuou Cristina Esteves.