terça-feira, 23 de maio de 2017

INFORME CÂMARA MUNICIPAL 18/05 (quinta-feira) - Vereadores decidem pelo arquivamento da Comissão Processante.

Sessão tensa hoje na Câmara Municipal por conta da votação do pedido de abertura de Comissão Processante contra o prefeito Mario Tricano feito por uma funcionária aposentada. Após a leitura do documento (vídeo), o vereador Dede da Barra solicitou a mesa que a votação fosse nominal. Feita a votação, os edis rejeitaram o recebimento da CP por 11x1, sendo o voto do vereador Maurício Lopes o único discordante. Houve protesto contra a decisão de funcionários presentes a sessão.
CONVOCAÇÃO - Câmara decidiu convocar também para esclarecimentos a empresa Milano, responsável pelo fornecimento da merenda escolar. O 1º secretário, Vereador Jaime Medeiros, leu a convocação.
JUSTIFICATIVA DE VOTO - Nenhum vereador justificou o voto, já que após a votação a assistência começou a se manifestar de forma alterada, levando o presidente da casa, vereador Pedro Gil, a advertir sobre um possível encerramento da sessão.
MOÇÕES - Foram apresentadas algumas moções com predominância de pedidos para recolhimento de lixo, manutenção da iluminação pública e operação tapa-buracos, pedidos que vem se acumulando sem que providencias por parte do executivo venham sendo efetivamente tomadas.
LIMITE DE PRESENÇA - A diretoria da Câmara decidiu limitar o número de pessoas no interior do recinto para evitar que a sessão fosse tumultuada, causando protesto por parte de populares que não puderam assistir a sessão (foto).
SEGURANÇA - Além da segurança da Câmara, a polícia militar foi solicitada para garantir a ordem durante a sessão.
IMPRENSA - Vários órgãos de imprensa estiveram fazendo a cobertura da sessão, inclusive a Inter TV.