terça-feira, 11 de agosto de 2015

Merenda escolar: Prefeitura de Teresópolis serve 26 mil refeições diárias

Capacitação das merendeiras é um passo importante na manutenção da qualidade
A Prefeitura, por meio da Secretaria M. de Educação, tem investido na qualidade dos alimentos oferecidos, com atuação de nutricionistas na montagem de cardápios adequados às necessidades nutricionais das crianças e acompanhamento da rotina nas unidades de ensino. Com 23.988 alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino, a Secretaria serve diariamente 26 mil refeições, entre café da manhã, almoço e lanche, para os estudantes.

A nutricionista do Serviço de Nutrição Escolar, Andrea Cassano, ressaltou a atuação da equipe no município. “A nossa preocupação é oferecer um cardápio saudável e variado, levando em conta a safra dos produtos e os hábitos alimentares dos alunos. A nossa equipe de nutricionistas passa pelas escolas semanalmente, analisando o preparo dos alimentos e como está a aceitação dos alunos ao cardápio”, explicou Andrea Cassano.

O Serviço de Nutrição da Secretaria tem ainda cardápios especiais para alunos que possuam algum tipo de patologia que necessite de restrições alimentares. “Para os alunos com histórico de diabetes ou de intolerância à lactose são montados cardápios específicos. Por exemplo, se a criança não pode tomar leite de vaca, é oferecido leite de soja. Para quem é diabético, as porções são controladas e oferecemos como sobremesa salada de frutas ou doce diet”, pontuou Andrea.

O trabalho envolvido na merenda escolar também é supervisionado pelo Conselho Municipal de Alimentação Escolar. De acordo com a presidente do Conselho, Maria Lúcia Fernandes Guimarães, são feitas inspeções periódicas às unidades municipais de ensino.
Refeitório do CEROM: mais de 1200 refeições por dia.
“Nós fazemos visitas rotineiras às escolas para verificar como os alimentos são preparados, a adaptação dos alunos ao que está sendo servido. Além disso, também nos reunimos mensalmente com o Serviço de Nutrição Escolar da Secretaria de Educação para supervisionarmos a montagem dos cardápios, entre outras questões”, pontuou Maria Lúcia.

 A capacitação das merendeiras da Rede Municipal de Ensino também é uma preocupação da Secretaria de Educação, que disponibilizou o Curso de Aproveitamento Integral de Alimentos do Programa Cozinha Brasil, ministrado pelo Sesi (Serviço Social da Indústria). O treinamento aconteceu no mês de julho, no Cerom (Centro Educacional Roger Malhardes), no bairro de São Pedro, e visou o ensino da prática de uma alimentação nutritiva e saudável, de baixo custo e que respeita as diferenças regionais e das estações.

Dispensa recebe a provisão de alimentos todas as quartas e sextas.

No freezer das escolas: carne picada de bovino, fígado, frango e peixe