sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Shopping Popular: expositores motivados e boas perspectivas para o Natal. Entrevista com o presidente da AVAMT, Fábio Quinteiro.

O Shopping Popular Jorge Elian Lauand, é voltado para a população que gosta de economizar, e por isso busca preços mais acolhedores. Sob esse formato, vem agradando tanto a expositores quanto a consumidores, pois aqueles vendem mais e estes podem comprar mais. 
O espaço conta com uma área de aproximadamente 580m², 50 estandes e oferece mercadorias diversificadas. Artigos e serviços como cintos, bolsas, bijuterias, relógios, lingeries, artigos eletrônicos, artesanato, lanchonete, cabeleireiro e até conserto de máquinas de costura industrial, são algumas das opções.
O espaço fica anexo a Praça de Esportes Radicais, na Rua Dr. Waldir Barbosa Moreira, 136, Várzea (ao lado da Rodoviária).
Conserto de máquinas de costura no La Luna Máquinas
 Em nossa visita ao Shopping Popular, aproveitamos para conversar com o presidente da AVAMT - Associação dos Vendedores Ambulantes de Teresópolis, Fabio Quinteiro, que também é Micro empreendedor e responde pelo Box de número 1.
Fábio, depois da mudança para as novas instalações, como foi a reação dos novos empreendedores. Foi bom para todos, só para alguns, ou existem ressalvas?
- Foi bom para todos sim. Sempre existem algumas reclamações, mas de um modo geral, ninguém até agora se disse insatisfeito com as novas instalações e o novo ambiente de trabalho, bem mais limpo, seguro e agradável. Agora, existem pessoas que não investem em mercadorias e depois reclamam das vendas. Mas como pode uma loja sem estoque, sem variedade, vender bem? É preciso saber trabalhar.
Fábio Quinteiro, Box 1
Que tipo de reclamações acontecem, Fábio?
- Alguns sentem falta de um apoio maior da Prefeitura em relação a divulgação do espaço. Nós temos feito propaganda por nossa conta mais é difícil. Fizemos anúncio em uma rádio, mas ficou muito caro, não deu para continuar. Estamos fazendo o que é possível.
Que exigências são feitas para aqueles que pretendem consegui um Box e trabalhar aqui?
- Em princípio, o candidato a expositor tem que estar com a documentação em dia, morar em Teresópolis há pelo menos 5 anos, contribuir para a nossa Associação e cumprir o horário estabelecido. No início o horário era de 6 horas corridas e não deu, porque tinha gente que chegava às 08:0 e saía as 14:00. A loja ficava fechada pelo resto do dia e isso causava má impressão. Nós mudamos isso, e agora, é obrigatório cumprir 3 horas pela manhã e 3 à tarde. Fizemos dois turnos. Assim o Shopping fica mais movimentado e atrativo. Agora para o Natal, estamos estendendo o segundo turno até as 20:00, conforme decisão aprovada em reunião.  Nosso objetivo é implantar o horário comercial. Futuramente vamos discutir isso.
O regimento do mercado permite repassar o estande, ou sublocar?
- Não. Se a pessoa desiste ela tem que entregar as chaves e nós vamos eleger outro candidato para trabalhar. Vai ser feito um novo cadastro.
Quantos boxes estão sem atividade no momento?
- Temos 10 boxes fechados por causa de pendências junto a PMT. Em geral, problemas com cadastro. A prefeitura é rígida nesse sentido.
Como é feita a manutenção do espaço?
- A manutenção é feita com os recursos arrecadados pelas contribuições, que giram em torno de 40 a 50 reais por mês. Na verdade a contribuição não é fixa. Ela varia de acordo com o que a gente gasta em serviços de limpeza, melhorias e pequenos consertos. Mas nunca passou de 50 reais.
E com relação ao Natal? O que se pode esperar do local?
- Nós estamos com muita mercadoria, há uma grande variedade e os preços são certamente convidativos. O mercado nasceu com a proposta de oferecer preços populares e mercadoria de boa qualidade. Sem dúvida estamos oferecendo aos nossos clientes uma grande variedade de artigos para presente com preços muito bons. Uma observação importante é quer todos os nossos expositores atendem de forma muito especial aos seus clientes, e é sempre possível conseguir algum desconto.