terça-feira, 6 de dezembro de 2016

CÂMARA DERRUBA PREFEITO E CONFIRMA LEI QUE PUNE O ASSÉDIO MORAL DE FUNCIONÁRIOS


O Projeto de lei do vereador Maurício Lopes, que estabelece medidas protetivas contra assédio moral de funcionários municipais por parte da prefeitura (aquilo que o povo conhece como "perseguição, humilhação e constrangimento"), foi VETADO pelo prefeito Mario Tricano, que é frequentemente acusado de perseguir funcionários que não se alinhem com suas posições políticas.
De volta a Câmara, entretanto, como determina a lei, o veto do prefeito foi DERRUBADO em nova votação por 6X3, e o projeto de lei vai entrar em vigor.
Votaram a favor do veto do prefeito os vereadores Anginho, Dedê da Barra e Luciano Ferreira. O vereador Habib faltou a reunião, e o vereador Serginho Pimentel se declarou em obstrução para não ter que votar.