quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Teresópolis conquista 4 medalhas de ouro na XVIII Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Mesmo o grande número de participantes da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica - quase 837 mil alunos de 9.552 escolas -, não foi capaz de impedir que, mais uma vez, a Educação de Teresópolis despontasse como destaque entre os demais municípios, mesmo considerando os tempos difíceis que estamos atravessando. Um claro sinal de que um trabalho bem feito, pode acabar superando as deficiências orçamentárias.

O ex-secretário de Educação, Leonardo Vasconcellos, assim se pronunciou sobre a boa notícia: "uma prova de que todo o esforço feito por mim e minha equipe, pelos nossos professores e funcionários das escolas, resultou em avanços significativos. Teresópolis é hoje um das referencias no Estado na área de Educação. Conseguimos também medalha de ouro nas Olimpíadas de Matemática, e tivemos o Canal Futura realizando aqui dois documentários tomando como base nossos métodos educacionais na zona rural e no segmento de alfabetização".  

As condecorações em 2015 foram alcançadas por alunos da Escola Municipal Estella Moraes Simões em Vargem Grande e Escola Municipal Fazenda Alpina. Eis o quadro total de medalhas alcançadas por alunos de Teresópolis

* 04 medalhas de Ouro;
* 02 medalhas de Prata;
* 04 medalhas de Bronze.

ANTERIOR

Em 2014, quinze alunos das escolas municipais Fazenda Alpina e Lar de Isabel foram premiados com duas medalhas de ouro, sete de prata e seis de bronze. Em 2013 foram oito medalhas.

REALIZAÇÃO

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e pela Agência Espacial Brasileira (AEB), com recursos principalmente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.